Rua sem Nome

Por que se dão nomes às ruas? Para se satisfazer o mero capricho de alguém?

Ah! não.

Damos nomes pelo que lembram. Se já não nos lembramos, se já não sabemos, é porque nos encontramos vazios. Se nunca prestamos atenção aos prédios que nos circundam, às flores que brotam nas fendas dos muros e aos velhos que nos sorriem das janelas de casas antigas, perdemos momentos únicos e sublimes.

As ruas têm nome para que a memória continue viva. Para que amemos nosso passado e reconheçamos o valor dos que se embranharam no mato, fizeram trilhas e abriram estradas. Já não se concebe o progresso sem ruas - essas ruas que representam o eterno movimento migratório do homem.

Eu amo as ruas; por isso as percorro. E cada dia trago algo em mim - armazém de impressões pitorescas.

As ruas são um mistério em si mesmas. Somente quem as ama pode compreendê-las. E, quando lhes digo - Caminhem! -, estou oferecendo a verdadeira maneira de conhecê-las.

Volte


©2003 - Todos os direitos reservados. Para contatar o autor, escreva para johnnyvirgil@hotmail.com.