Rua São Paulo

Tu perdeste o teu traçado há anos. És a mais abusada rua da cidade. Tu perdeste, ganhaste e, hoje, tens o coração dividido em duas correntes contrárias.

Existe um castelo rosa, como se fosse de fadas, à tua margem. Nunca entrei nele, mas imagino como seria prudente plantar à sua volta uns pinheiros, umas roseiras, plantas que lembrassem as lendas e histórias alemãs. Faria tanto bem dar aos olhos um quê a mais de fantasia.

Assim como me recordas coisas belas, lembras-me a morte, o mármore frio que cobre os túmulos dos ricos e que não existe nos dos pobres.

Volte


©2003 - Todos os direitos reservados. Para contatar o autor, escreva para johnnyvirgil@hotmail.com.