Rua João Pessoa

Passo por ti todos os dias e me lembras muitas coisas. O tempo tem passado, e tu, também, tens-te modificado ao longo dos anos, sem que eu mais saiba como eras antigamente.

Eu só devo comentar algumas perdas. Perdas que um passado anterior ao meu ainda pranteia: aquelas fachadas tão belas, demolidas durante os finais de semana e à revelia dos olhos protetores.

Tuas dores ainda podem ser maiores. Eu preservei uns restos, umas migalhas arquitetônicas que algo mais certo, um dia, acabará de destruir. O céu que vi através das janelas abertas das paredes que restaram era amarelo como o pus das feridas continuamente expostas.

As tuas árvores quebram as calçadas em sinal de protesto.

Volte


©2003 - Todos os direitos reservados. Para contatar o autor, escreva para johnnyvirgil@hotmail.com.