Rua Erwin Glau

O pó da rua esconde muitas folhas verdes, o verde do mato à margem do caminho estreito.

As coisas pouco mudaram. As casas ganharam número; modernidade.

Eu vejo em teus olhos aquele abismo, aquela ânsia de um futuro perfeito, de cores extravagantes, de miragens, de uma certa lucidez que beira a premonição. Eu vejo em ti estampado o meu gosto pelas coisas simples, pelo árduo conquistar do dia.

Em ti desfilam os meus sonhos infantis.

Volte


©2003 - Todos os direitos reservados. Para contatar o autor, escreva para johnnyvirgil@hotmail.com.