Poemas à Minha Avó123456789101112161314171815[17]

Oma, sempre levo comigo esta concha
em que escuto os teus risos

o mar me deu a concha há muitos anos
desde então, a sua suave canção
me enche os pulmões de alegria

um presente desses
não se ganha duas vezes na vida
o mar me trouxe esta concha
cheia dos teus risos

o mar deixa suas dádivas na areia
em noites de luar e estrelas
quando o vento vem dos céus
e infla as conchas
com a mais bela alma
com a maior beleza
que os olhos nem sempre vêem
mas que o coração reconhece
com certeza
por Johnny Virgilpara Maria Virgil
Desenvolvido por Johnny Virgil.AnteriorPróximoVersão para impressão