Poemas à Minha Avó123456789101112161314171815[14]

eu não gostaria que vivesses tão sozinha
apenas em um mundo de lembranças

mas eu entendo o porquê

a gente só entende o mundo
quando envelhece
a gente vê todos esses dias
vivemos, talvez, metade deles
o resto a gente perdeu
fizeram-nos perder

e o passado é o resumo
daquilo que somos
nós somos o dia de ontem
as boas e as más memórias
e o que fizemos das memórias
de um passado mais remoto

lembrar é bom e gostoso
as memórias surgem como rios de amor
que afogam os navegantes
em lágrimas
por Johnny Virgilpara Maria Virgil
Desenvolvido por Johnny Virgil.AnteriorPróximoVersão para impressão