Poemas à Minha Avó123456789101112161314171815[10]

tu merecias uma faixa de rainha

é estranho que as pessoas
não dêem valor às coisas pequenas

é estranho que as pessoas
dêem tanto valor a palavras vazias

é estranho que as pessoas
se deixem levar por imagens ilusórias
e não vejam

eu não me ajoelharei
perante uma rainha artificial
de plástico

eu me ajoelharei
perante uma rainha genuína
que ri e dá abraços
que tem uma vaidade debochada
que tem um coração mole

perante uma criança grande
grande o suficiente
para grandes gestos

uma grande alma sem maldades
uma rainha de luz alva
nascida de um conto de fadas
por Johnny Virgilpara Maria Virgil
Desenvolvido por Johnny Virgil.AnteriorPróximoVersão para impressão